DESCRIÇÃO GERAL DOS RECURSOS DO GPM

Estruturação analítica do projeto - Organograma - Planejamento dos trabalhos - Gerenciamento das informações de referência - Critérios básicos de projeto - Execução dos documentos técnicos - Recursos de acompanhamento e controle - Outros recursos


Planejamento dos trabalhos

O planejamento dos trabalhos, bem como seu ajuste ao longo do projeto, é facilitado pelo GPM de forma amigável, com a participação de todo o pessoal em nível de chefe de equipe ou superior, conforme as etapas descritas a seguir. Eventuais conflitos entre definições de usuários de cargos diferentes, no planejamento, estão previstos, bem como sua solução.

selectrt.gif (72 bytes)Definição das tarefas

  • Pelo gerente de proj50 – criação do contrato e das ordens de serviço.
  • Pelo coordenador da engenharia – divisão do projeto em áreas e definição das disciplinas envolvidas
  • Pelos supervisores de disciplina – divisão do trabalho em atividades, que são grupos tarefas que podem ser executadas por uma equipe sob chefia única (e.g. atividade 'folhas de dados', englobando as folhas de dados da disciplina, atividade 'projeto de concreto do prédio A', etc.)
  • Pelos chefes de equipe – definição dos documentos técnicos a serem elaboradas e tarefas que não implicam em elaboração de documentos.

selectrt.gif (72 bytes)Definição das informações de referência

O GPM propicia recursos de fácil utilização para definição das informações necessárias à execução dos trabalhos e depois gerencia essas informações, conforme descrito no item Gerenciamento das informações de referência.

  • Pelo chefe de equipe – na mesma janela em que relaciona os documentos e outras tarefas, o chefe de equipe cadastra as informações que necessita para elaborar os documentos e já define as que são oriundas de sua própria atividade.
  • O supervisor de disciplina define a origem das informações necessárias aos trabalhos de sua disciplina, ainda não definidas pelos chefes de equipe, e que correspondem a documentos do próprio projeto, ou seja, as informações de referência internas ao projeto.
  • O assistente de coordenação classifica e define a origem das informações restantes, tais como 'dados de projeto', 'informações de fornecedores' e outras.

selectrt.gif (72 bytes)Elaboração do cronograma

O cronograma dos trabalhos é feito automaticamente pelo GPM à medida em que são definidas as informações de referência para execução das tarefas.

O GPM propicia recurso com ilustração visual para qualquer tipo de vinculação entre os documentos de referência e os documentos de destino: início a início, término a início, término a término, com ou sem retardos.

Além do cronograma oficial, utilizado como meta do projeto, o GPM propicia recursos à equipe de engenharia para simulação e ajuste dos cronogramas particulares de cada atividade, disciplina e do projeto todo, para ajustes e revisão do cronograma geral emitido.

selectrt.gif (72 bytes)Recursos diversos

Quando um contrato é criado, ele já vem com algumas preferências definidas nas propriedades dos documentos, quais sejam:

  • No de HH para elaboração, verificação, visto, aprovação, autorização pelo coordenador da engenharia.
  • Prazo para cada etapa da execução: elaboração, visto, aprovação, autorização pelo coordenador da engenharia e, se for o caso, para aprovação pelo coordenador do cliente.
  • Ponderação, em porcentagem, do trabalho envolvido em cada etapa da execução do documento, para definição de seu avanço.
  • Se os documentos estarão sujeitos ou não à aprovação do cliente antes de serem considerados conclusos.

Os valores dessas propriedades podem ser editados. Quando uma Ordem de Serviço é criada, os seus documentos herdam aquelas preferências, podendo os valores ser editados, para os documentos de cada Ordem de Serviço. A mesma coisa ocorre com os documentos das áreas físicas. Finalmente, esses valores podem ser editados para os documentos. Se os valores das preferências predefinidas para o contrato não forem editadas em nenhuma instância, o cronograma é feito com base naqueles valores.

Para editar os valores das propriedades para os documentos, o GPM permite selecionar grupos de documentos e atribuir valores comuns a eles, não apenas os das propriedades acima citadas mas, também, outras propriedades, como "software" a ser usado, formato, título principal comum, etc. Isto facilita o planejamento e evita redigitação de textos e valores, minimizando erros.

Clique aqui para o próximo tópico: Gerenciamento das informações de referência

Volta ao topo da página


© 2000 EMP - EMPRESA MINEIRA DE PROJETOS LTDA. Todos os direitos reservados (Última alteração em 31/10/2000)